texts

“Selva Camaleónica”, in Camaleónica, Coimbra, Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, 2017.

”Os nomes que damos as coisas (acidentes, coincidências e explicações)”, As Artes do Colégio,  Volume 1 -Arte e Universidade, Coimbra, Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, 2016.

O Campo Expandido do Corpo”, Revista Performatus, 15, jan. 2016 (reprinted from Arquitectura – Prótese do Corpo, FAUP/Hangar, Porto, Portugal, 2002).

 “Da cabeça ao estômago (palpitações)“, Cadernos da Soares dos Reis, nº1, 2015, pp.12-16.

“Do olho à língua: Uma conversa a partir de um conjunto de imagens escolhidas a pedido pelo Pedro Tudela/From the Eye to the tongue: A conversation based on a set of images chosen by Pedro Tudela”, in Pedro Tudela – Esquírola, Centro Cultural Vila Flor, Guimarães,  2014, pp. 20-47.

Perder a cabeça (e não saber onde está o corpo)“, in Objectos prescritos, Porto, Ordem dos Médicos, 2012, pp. 8-15.

“Obsolescência e inoperatividade: A arte como Contrafluxo da mediação”, Interact: Revista Online de Arte, Cultura e Tecnologia, # 18: o obsoleto, agosto de 2011, <http://interact.com.pt/18/obsolescencia-e-inoperatividade/>.

“Uma topologia dos media?/A Topology of Media?”, in (Des)locações: exílio, topologia, deslocalização, Porto, FBAUP/i2ADS, pp. 69-79.

“A metonymy of displacement: Clouds and volcanoes”, in State of Motion, Berlin, Colectivo O Piso, 2010, pp. 11-16.

“Fa(i)lling”, Punkto, Acaso, Novembro de 2010, pp. 10-15.

“Dez vezes dez dobras/Ten times ten folds”, in Antena 4: Embankment #7, Porto, Fundação de Serralves, 2010.

Land Art“, in Dicionário Crítico de Arte, Imagem, Linguagem e cultura, CECL/Parque Arquológico do Côa, 2010.

 A imaginação cega: Mecanismos de indeterminação na prática artística contemporânea, Tese de Doutoramento, Porto, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, 2010 [2009].

“Uma nota sobre o inconsciente tecnológico e o «bloco mágico»“, Easi, 1, Dezembro de 2008, pp. 38-42.

“Ant Scott: Our Faulty and Chunky (Digital) Machines”, E-zine Vector, x:06, Julho 2008, <http://www.virose.pt/vector/x_06/leal_scott.html>.

“A arte no tempo da sua dispersão concentrada”, MONO nº1, Porto, Editora FBAUP, Junho de 2007.

 “Como sobreviver aos novos media?”, texto.fba.up.pt, Porto, 25 de Maio de 2006, <http://texto.fba.up.pt/?p=34&lp_lang_pref=pt>.

 “Como esquecer a memória das coisas, como tornar o mundo imperceptível?“, Jornal dos Arquitectos, nº223, Lisboa, Abril-Junho 2006.

“Ensino artístico e investigação: algumas diferenças operativas”, Boletim da Universidade do Porto, Ano XII, no37, Fevereiro 2005, pp.30-32

“Como esquecer a memória das coisas, como tornar o mundo imperceptível?”, in Toxic – o discurso do excesso, PlanoXXI, Oeiras, 2005

“A Cultura Hacker:apontamentos para uma mitologia do especular na rede (2ª parte)”, Vector b#10, Julho 2004 [http://www.virose.pt/vector]

“A Cultura Hacker:apontamentos para uma mitologia do especular na rede (1ª parte)”, Vector b#09, Maio 2004 [http://www.virose.pt/vector]

“Sobre a Plasticidade: Cartografias Sonoras”, in “Pedro Tudela – Sobre”, Porto, Museu de Serralves, 2004 >>>english translation [On Plasticity: Sound Cartographies]<<

” A verdade da mentira: o museu como dispositivo ficcional na obra de Marcel Broodthaers”. Revista de Comunicação e Linguagens, nº 32, Lisboa, Relógio de Água, Julho de 2003 >>> [ english abstract [The Truth of the Lie: The museum as a fictional device in the work of Marcel Broodthaers ]

  “0 fim da net.arte?”, Ciberscópio, Julho de 2003 [http://www.ciberscopio.net]

Madagáscar (aventura e catatonia): uma reflexão sobre as práticas artísticas na rede” – versão brasileira, Item, nº6, Rio de Janeiro, 2002.

“Madagáscar (aventura e catatonia): uma reflexão sobre as práticas artísticas na rede”, in In Crítica das ligações na Era da Técnica (Org. de J.Bragança de Miranda e Maria Teresa Cruz), Tropismos, Lisboa, 2002.

“O campo expandido do Corpo”, Vector b#01, 2002 [http://www.virose.pt/vector]

“O campo expandido do Corpo”, in “Arquitectura – Prótese do Corpo”, FAUP/Hangar, Porto, 2002.

“Poderíamos ser um vapor…”, in folheto policopiado da Exposição “Atlas”, Galeria Marta Vidal, Porto, 2001.

“Turn Over”, in folheto policopiado da Exposição “Posição Invertida” de Cristina Mateus, Galeria Marta Vidal, Porto, 2001.

“Estranheza e Deslocação: Notas sobre um Museu de História da Medicina”, in “Imagens Médicas – Fragmentos de uma História” (Dir. de Manuel Valente Alves), Porto Editora/Porto 2001, Porto, 2001.

“Um outro Orgânico Mutante”, in Projecto Bunker (1996-99), CAPC, Coimbra, 2000.

Orgânico Mutante – Uma reflexão sobre a condição contingente da arte e o lugar da sua sobrevivência“, e-zine VECTOR, Julho de 2000 >>>english translation [nother Organic Mutant]<<

“O modelo extra-escultural”, Margens e confluências – um olhar contemporâneo sobre as artes, nº1, Guimarães, Junho de 2000.

“A arte do acidente”, in catálogo da exposição “Target” de Pedro Tudela, CAPC, Coimbra, 2000. >>>english translation [The art of the Accident]<<

“O Impulso Alquímico: Fricções entre arte e tecnologia neste final de século”, (com Cristina Mateus e Fernando José Pereira), in e-zine VECTOR, Maio de 2000.

“Desmembramento, Desmaterialização, Reconstrução: para uma abordagem às mutações do conceito de escultura na arte portuguesa entre 1968 e 1977”, Dissertação de Mestrado, Porto, Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 1999.

Dez anos depois: o regresso de Clausewitz”, Çopiright, nº73. 3 de Maio de 1999.

“Dez anos depois: o regresso de Clausewitz”, revista electónica “Virose”, Maio de 1999.

“Especularismo”, in Catálogo (1º vol.) da 5ª Bienal de Instambul, Instambul, 1997.

“Arte e realidade”, in catálogo da exposição “A arte como experiência do real”, Coimbra, 1995. >>[english translation]<<

“Grenades in their eyes”, in catálogo da exposição “Jetlag”, Autores em Movimento, Lisboa, Junho de 1995

“Grau Zero”, in catálogo da exposição homónima de Cristina Mateus, Lisboa, 1994.

“Apontamentos para uma exposição”, in catálogo da exposição “Que realidade?”, Galeria Quadrum, Lisboa, 1994.

 

OUTRAS PUBLICAÇÕES (catálogos, inserts e edições) | FURTHER PUBLICATIONS (catalogues, inserts and editions)

[ver também Publications]

Economia Simbólica do Hemisfériuo Sul, Plankton, Porto, 2016.

How to fail better (The jar and the skull), 2007-2011, edição impressa para o projecto Obra em papel, Guimarães, 2012 Distribuição gratuita. | Printed edition for the project Paper Work, offset, Guimarães, 2012. Free distribuition.

62ª 57’ S, 60ª 36’ W”, ECDJ, nº12, Outubro 2009, pp. 78-81.

Co-editor revista/Magazine, MONO #1 (Monodisperso), Porto, Editora FBAUP, Junho 2007.

“Projecto Bunker: Museum of Modern Strategy – Art Department” (com Duarte S. Lema), Jornal dos Arquitectos, 222, Suplemento “Vírus”, Lisboa, 2006. [insert]

Phantomatic, Museu de serralves, Porto, 2003. [exhbition catalogue]

“Projecto Bunker”, Jornal Universitário do Porto, Porto, Maio 1999. [insert]

Uma visão herética do mundo, Amarante, Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, 1998. [exhbition catalogue]

“Fronteira-limite-território-espaço”, (com Fernando J. Pereira), Flirt, Julho de 1998. [insert]

“Theory and practice,” Crash Media, 1, Manchester, March 1998. [insert]

WAR IN THEORY – BUNKER, Lisboa, Galeria Graça Fonseca /MOMS, 1997.

A arte como experiência do real, Coimbra, Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, 1995. [exhbition catalogue]

Portfolio de lançamento da publicação Confidências para o exílio.

Que realidade?, Lisboa, Galeria Quadrum, 1994. [exhbition catalogue]

Com as minhas próprias mãos, Porto, Galeria Vantag, Porto, 1993. [exhbition catalogue]